O mundo mudou, as relações profissionais também. Novas exigências e conceitos vão sendo incorporados ao universo do trabalho, em constante e rápida transformação. Uma das características mais valorizadas nos profissionais, hoje, é a capacidade de empreender. Mas não estamos falando de vontade, determinação e organização para começar o próprio negócio, e, sim, do uso dessa habilidade para alcançar seus objetivos pessoais — mesmo no caso de quem queira crescer na empresa em que trabalha, ir para uma nova área ou até mesmo conquistar um novo emprego. “Por muito tempo, entregamos a nossa carreira para uma empresa organizar. Cada vez mais, o que as companhias esperam é um perfil de empreendedor”, diz Alessandra Nogueira, gerente sênior de Aquisição de Talentos para a América Latina da The Coca-Cola Company.

Mas… Como desenvolver esse talento?

Planejar é preciso

“Você tem que, primeiro, saber o que quer, quais são os seus valores, onde pretende chegar e que competências ainda não tem, mas precisa adquirir, para atingir a sua meta”, explica Alessandra. “A partir daí, é preciso montar um plano de ação”. Ela lembra que esse planejamento deve ser a médio e longo prazos. “É como correr uma maratona. Não é uma prova de velocidade, mas de resistência”, ensina. “Você vai cumprindo etapas, até chegar onde planejou”.

Ou seja, o primeiro pré-requisito para gerenciar a própria carreira é o autoconhecimento. “A gente se questiona muito pouco. Deveria se questionar mais. ‘Por que o trabalho é importante para mim? Por que quero trabalhar em determinada empresa? Do meu ponto de vista, o que é ter sucesso?’”.

Domínio da tecnologia

A internet é uma valiosa ferramenta na administração da carreira. Já ouviu falar em “talento digital”? É um conceito que aparece com cada vez mais frequência, principalmente nos Estados Unidos. “O profissional que sabe aproveitar a tecnologia como forma de resolver problemas de maneira mais rápida, com ganho de escala, é mais valorizado e consegue acompanhar melhor as transformações do mercado”, diz.

‘Medo todo mundo tem o tempo todo. Mas a gente só vence partindo para a ação. Se o temor for maior do que a vontade de agir, você não vai sair do lugar’ — Alessandra Nogueira


O LinkedIn, rede social voltada para relacionamentos profissionais, pode ser um importante aliado. Quer mudar o rumo da vida profissional ou — para usar a palavra da moda — se reinventar? Fazer contatos (ou networking) é fundamental. E como fazer essa aproximação com pessoas que poderiam ajudá-lo no crescimento profissional? Sendo direto. “Não é feio você mandar uma mensagem, dizendo ‘estive olhando o seu perfil e vi que temos muitas coisas em comum, acho que posso aprender com você. Será que podemos tomar um café, bater um papo, trocar umas ideias?’”, exemplifica. “Agora… é necessário haver uma troca de conhecimento. Não dá para procurar a pessoa só na hora em que você precisar de um emprego, por exemplo”.

A velocidade das transformações, às vezes, assusta. E o medo de se frustrar por não chegar onde planejou? “Medo todo mundo tem o tempo todo. Mas a gente só vence partindo para a ação. Se o temor for maior do que a vontade de agir, você não vai sair do lugar”, alerta Alessandra, que chegou à sede da Coca-Cola Brasil há dez anos, para ajudar na implantação da área onde atua.

Quer empreender a própria carreira? Alessandra lista dez dicas:

1 - MISSÃO E VALORES: Conheça bem seus valores e seu propósito. O que motiva você? O que quer de sua carreira?

2- VISÃO: Defina o que é sucesso no seu ponto de vista.

3 - ABERTO PARA BALANÇO: Faça um balanço diário sobre o que você domina, o que está começando a dominar e o que ainda não conhece, para que possa estar sempre se aperfeiçoando. Aproveite e crie a rotina de avaliar, mensalmente, o que deve começar a fazer, parar de fazer e continuar fazendo (técnica do Start, Stop & Continue).

4 - OUVIDOS ATENTOS: Pergunte a algumas pessoas de sua confiança qual a percepção delas sobre como você é no trabalho. Faça uma análise sobre o que ouviu. O que gostaria de mudar? Que características gostaria de fortalecer no seu perfil? Quais são seus diferenciais frente ao feedback (retorno dos colegas)?

5 - INVISTA EM VOCÊ: Tente aprender algo novo todos os dias, seja uma nova palavra em inglês, uma nova tendência na área que atua etc.

6 - PESQUISA E DESENVOLVIMENTO: Crie o hábito da leitura diária: acompanhe blogs ou pensadores que admira, leia artigos ou sites que falam sobre novas tendências de mercado.

7 - RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO (ROI): Como você vai colocar em prática o que aprendeu nos itens 5 e 6?

8 - BUSQUE UM MENTOR: Estabeleça um processo de trabalho com alguém que você admire e que esteja em linha com sua visão de sucesso, ou que atue em uma área para a qual você gostaria de migrar. Esse trabalho deve ser fonte de aprendizado e inspiração para os dois.

9 - PLANEJE: Quais são empresas onde você gostaria de trabalhar e acha que poderia contribuir para os negócios? Por quê? Quem da sua rede de relacionamentos trabalha nessas empresas? Como essas pessoas podem ajudá-lo a saber das oportunidades ou colocá-lo em contato com os tomadores de decisão?

10 - REALIZE: Quando você vai começar? Estabeleça um plano de ação, prazos e metas. E não esqueça de revisitar sempre o plano, para ver o que está avançando e celebrar os resultados!

Texto produzido por Ecoverde Conteúdo Jornalístico