O barulhinho único de uma garrafa sendo aberta, a efervescência da bebida, o estalar do gelo no copo, aquele “aaaah”… Jamal Booker, gerente de Arquivo na The Coca-Cola Company, se considera um dos "guardiões desses sons da Coca-Cola".

Em 1927, a marca lançou seu primeiro comercial de rádio. Já no início da década de 1950, a Coca-Cola começou a incorporar os sons relacionados ao ato de desfrutar a bebida nas suas propagandas como uma forma de estimular a sede dos ouvintes.

"É aí que você começa a ouvir o estouro da tampinha da garrafa, o gelo estalando no vidro, a bebida caindo no copo", Booker explica. "Poderia ser qualquer líquido, mas quando você ouve esse som tem algo que o remete imediatamente à Coca-Cola."

Como os sons da Coca-Cola foram para o rádio

Ao longo do tempo, enquanto a empresa renovou a apresentação da bebida com constantes inovações nas embalagens, os sons do refrigerante permaneceram consistentes – uma garantia de que dentro daquele novo visual e formato estava, de fato, a Coca-Cola de sempre.

"A forma como falamos sobre Coca-Cola muda com o tempo, mas os sons da bebida não. E isso é realmente poderoso", diz Joe Belliotti, diretor global de Music Marketing da Coca-Cola. "Quando não se pode mostrar o refrigerante, ouvir o barulho que ele faz é uma maneira potente de estimular a vontade das pessoas."

Buscando inspiração nos arquivos, Bellioti recorreu aos principais sons que contribuem para a experiência dos consumidores com a bebida. Foi aí que o áudio para a campanha de marketing "Taste the Feeling" ("Sinta o Sabor", no Brasil) nasceu.

"'Taste the Feeling' começou com uma atmosfera sonora", explica Bellioti. "Imaginamos o caminho da Coca-Cola da geladeira até a festa. Adotamos essa ideia, condensamos a experiência e demos vida a isso criando uma vinheta de poucos segundos que transmite a sensação de beber o refrigerante.”

Assim, a assinatura sonora de "Taste the Feeling" remete à experiência sensorial que é uma Coca-Cola e aos sons atemporais de um dos mais refrescantes instrumentos musicais.

Ouça e saiba mais sobre esses sons no podcast (em inglês).