Assim como a Coca-Cola e a Fanta são ligadas ao vermelho e ao laranja respectivamente, o Sprite é dono do verde desde sua estreia, em 1961. Sempre foi a cor original em anúncios, embalagens, no merchandising e em outras plataformas. 

O status do Sprite como uma das marcas mais reconhecidas no mundo pode ser atribuído em grande parte à sua garrafa verde característica. Cor forte, clássica, contemporânea. Nunca entediante, sempre refrescante. Assim como... Sprite. 

O formato definidor da garrafa, com suas “covinhas” caraterísticas, sempre foi importante para a marca. Por exibir de forma contínua o verde em tudo – do merchandising dentro das lojas às vending machines, da embalagem à propaganda – o Sprite permanece como marca poderosa. Mas o caminho até lá não foi simples. 

Nos anos 1960, designers e engenheiros da The Coca-Cola Company fizeram uma intensa pesquisa antes de chegar ao padrão de design do Sprite. Depois de levar em consideração as especificações do produto, a imagem da marca e o público-alvo, o departamento de arte da companhia usou o verde para criar rótulos, design de embalagens de papelão, além de propagandas para a marca. Foram considerados dezenas de designs para a garrafa verde do Sprite, cuidadosamente planejados com as mesmas especificações de qualidade aplicadas à icônica garrafa de Coca-Cola.

Em 1967, enquanto o Sprite continuava a ganhar força no mercado e era vendido em 39 países, a equipe da marca contratou uma empresa de design de Nova York para criar novos desenhos do rótulo e a embalagem de papelão, para um relançamento do produto. O objetivo? Comunicar o frescor do Sprite e ajudar a marca a se destacar na prateleira com uma aparência que chamasse a atenção. 

Os novos rótulos e embalagens chegaram ao mercado no ano seguinte. A revista “The Coca-Cola Bottler” descreveu o resultado como “um estudo de tons de verde contrastantes” e previu que o design iria “destacar o Sprite na multidão como nunca antes”. 

Hoje, o Sprite ainda exibe sua cor verde e agora é vendido em mais de 190 países. Em 2013, na Grã-Bretanha, mudamos a receita e, pela primeira vez, reduzimos o teor de açúcar de uma de nossas bebidas usando extrato da planta stevia, um adoçante de fontes naturais. Mas uma versão sem açúcar, o Sprite Zero, é oferecida desde 1974 e continua a ser uma alternativa popular sem açúcar, sem calorias e cafeína.