O programa Coletivo Floresta da Coca-Cola Brasil recebe, nesta segunda-feira (7/12), o prêmio SDSN-Amazônia, na categoria “Gestão de Áreas Protegidas”. A premiação, que identifica e reconhece as melhores soluções para questões socioambientais relacionadas ao desenvolvimento sustentável da Amazônia, acontece durante o Amazon Solutions Day, na COP-21, em Paris. A iniciativa é da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia – SDSN Amazônia e integra o projeto global da Organização das Nações Unidas (ONU).

A SDSN reuniu, durante a COP-21, especialistas intersetoriais para desenvolver uma estratégia para a implementação e adaptação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (DPSs) na Amazônia e para identificar soluções para o desenvolvimento sustentável desenvolvimento na região. No evento, a Coca-Cola Brasil foi convidada a apresentar Coletivo Floresta, programa de Valor Compartilhado para o desenvolvimento comunitário e conservação da floresta na região amazônica, premiado como uma solução replicável no Brasil e em outras partes do mundo.

O Coletivo Floresta trabalha próximo aos extratores desenvolvendo uma cadeia de valor sustentável por meio de ações que gerem trabalho e renda e promovam o bem estar social e cultural da comunidade conservando a biodiversidade por meio de boas práticas de manejo florestal. O programa atua no fortalecimento das comunidades ao estimular a organização comunitária em prol da cidadania e melhoria da qualidade de vida; na assistência e capacitação técnica por meio de treinamentos e workshops para melhorias na logística, segurança do trabalho, práticas de manejo sustentável, além de estimulo a conservação da Floresta e no acesso ao mercado.

No ultimo ano, aproximadamente 3.500 pessoas foram impactadas em 40 comunidades remotas no interior do Amazonas. Para a Coca-Cola Brasil, sua cadeia de valor tem um alto potencial de contribuir positivamente para a resolução de problemas sociais e ambientais com a implementação de negócios de Valor Compartilhado. “É inspirador saber que Coletivo Floresta pode ajudar milhares de pessoas a transformarem suas vidas e suas comunidades por meio do nosso negócio; fazendo a floresta valer muito mais em pé do que derrubada. As florestas desempenham um papel fundamental na regulação do clima, além de garantir a qualidade e a quantidade da água nas bacias hidrográficas, por isso estamos orgulhosos por sermos reconhecidos por este trabalho, mas ao mesmo tempo sabemos que há muito mais a fazer”, afirma Pedro Massa, Diretor de Valor Compartilhado da Coca-Cola Brasil.

O Prêmio SDSN-Amazônia é realizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), por meio da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), Centro Rio+, Vale e Instituto Camargo Correa. A iniciativa ainda conta com apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

 

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ENTRE EM CONTATO COM:

Assessoria de Imprensa da Coca-Cola Brasil
Textual Serviços de Comunicação
Tel.: (21) 3206.6200
http://www.textual.com.br
http://twitter.com/textualcomunica