Uma das regiões metropolitanas mais afetadas pela escassez de água nos últimos três anos, a Grande Belo Horizonte recebe em outubro uma iniciativa que ajudará os municípios da região a recuperar seus mananciais e a ampliar a segurança hídrica para os seus mais de três milhões de habitantes. A data marca a chegada da Coalizão Cidades pela Água à capital mineira e seu entorno, que passam a integrar uma rede de regiões metropolitanas da qual já fazem parte São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília,  Curitiba, Camboriú (SC) e áreas do Espírito Santo.

A Coalizão Cidades pela Água é liderada pela The Nature Conservancy (TNC), a maior organização ambiental do mundo, e tem o objetivo de ampliar a disponibilidade de água para mais de 60 milhões de brasileiros em 12 regiões metropolitanas. Ela atua por meio de ações que utilizam a própria natureza para proteger rios e nascentes que abastecem os moradores das cidades e do campo. As medidas incluem a restauração de florestas e solos em áreas de mananciais, o apoio a políticas públicas para a recuperação florestal e o engajamento do produtor rural na preservação das fontes de água. Para viabilizar esse trabalho, a Coalizão reúne 12 empresas líderes em seus setores, inclusive concorrentes de mercado, que apoiam as ações previstas e ainda se comprometem a aperfeiçoar suas práticas de uso racional da água na cadeia produtiva.

Na Grande Belo Horizonte, a iniciativa terá o apoio da Coca-Cola Brasil e da Femsa Brasil e beneficiará, inicialmente, as bacias dos rios das Velhas e Paraopeba, fundamentais para o abastecimento da água da capital e das cidades vizinhas. O evento de lançamento foi realizado no dia 5 de outubro no Parque Estadual da Serra do Rola Moça, em Nova Lima, e contou com a presença de representantes dos municípios e das comunidades da região. Na sequência, a TNC começará o trabalho de articulação com governos locais, associações de moradores e produtores rurais, para pôr em prática medidas similares àquelas adotadas em outros locais.

“As metrópoles brasileiras precisam mudar urgentemente a forma como cuidam da sua água. Não dá mais para seguir o modelo da Roma Antiga, de ir captar água cada vez mais longe, sem se preocupar com o consumo e também com a preservação das fontes. Uma das medidas mais eficientes que Belo Horizonte e outras cidades podem tomar é ajudar a proteger as nascentes e florestas que permitem que a água chegue às represas. Investir nessa infraestrutura verde é mais eficiente, mais barato e ambientalmente melhor do que se concentrar somente em grandes obras de engenharia”, afirma Samuel Barrêto, gerente de Água da TNC.

As áreas exatas de atuação da Coalizão na Grande Belo Horizonte serão definidas nos próximos meses, com base em cruzamentos de dados capazes de apontar quais são os trechos de florestas e solos que, quando recuperados, terão maior capacidade de proteção das fontes de água. Em São Paulo, onde essa metodologia já está sendo implantada, um estudo da TNC mostrou que a restauração de apenas 3% da área de florestas no entorno dos dois principais sistemas de abastecimento, o Cantareira e o Alto Tietê, ajudará a reduzir o assoreamento de rios e nascentes em até 50%.

No Brasil, já fazem parte da Coalizão empresas globalmente reconhecidas, como Ambev, Coca-Cola FEMSA, Fundación Femsa e Klabin. Também apoiam a iniciativa Kimberly-Clark, Faber-Castell, Arcos Dourados/McDonald’s, Unilever, Procter&Gamble e Bank of America Merrill Lynch.

Saiba mais sobre a Coalizão Cidades pela Água em www.tnc.org.br/agua.

Sobre a TNC

A The Nature Conservancy é a maior organização sem fins lucrativos de conservação ambiental do mundo. Está presente em mais de 35 países, adotando diferentes estratégias com a missão de conservar as terras e águas das quais a vida depende. No Brasil, onde atua há mais de 25 anos, a TNC promove iniciativas nos principais biomas, com o objetivo de compatibilizar o desenvolvimento econômico e social dessas regiões com a conservação dos ecossistemas naturais. O trabalho da TNC concentra-se em ações ligadas a Agropecuária Sustentável, Segurança Hídrica e Infraestrutura Inteligente além de Restauração Ecológica e Terras Indígenas. Saiba mais sobre a TNC em http://www.tnc.org.br