Por que a Coca-Cola no Brasil tem maior quantidade de Corante Caramelo IV do que a de outros países?
 A quantidade de corante Caramelo IV presente na Coca-Cola é segura e de acordo com a legislação dos diversos países em que é comercializado, independentemente da quantidade de 4-Metil-Imidazol (4-MI). Traços de 4-MI, um subproduto formado no processo de fabricação do corante caramelo, pode ser encontrado no corante, que é utilizado em diversos alimentos e bebidas, como embutidos cárneos, biscoitos, bolos, balas e caramelos, sopas, caldos, temperos, sorvetes, molhos e refrigerantes. O 4-MI também é formado naturalmente no processo de cozimento ou torra de alimentos como café, carnes e outros. O caramelo é proveniente de diferentes fornecedores ao redor do mundo e, por isso, pode haver variações na origem do ingrediente e no equipamento utilizado no seu processamento. No Brasil, por exemplo, ele provém da cana-de-açúcar, que é uma matéria-prima em grande quantidade e bastante utilizada no território. Nos Estados Unidos, do milho. A Coca-Cola tem uma fórmula universal, portanto a quantidade de corante caramelo é exatamente igual em todos os países em que o produto é comercializado. A especificação de corante caramelo é que é diferente quanto aos níveis de 4-MEI. Essas diferenças são responsáveis pela variação na quantidade de 4-MI. Independentemente da fonte ou de como ele é fabricado, todo caramelo utilizado em nossos produtos é seguro e de acordo com os valores definidos pela maior autoridade em segurança alimentar do mundo (JECFA – Joint FAO/WHO Expert Committee on Food Additives) e pela Anvisa.