A Coca-Cola, como qualquer refrigerante, já vem pronta para beber. Todo alimento ou bebida levado ao fogo por longos períodos corre o risco de ser carbonizado, tornando-se impróprio para o consumo. Os componentes da Coca-Cola, listados no rótulo, são seguros e aprovados por agências reguladoras em todos os países onde ela é comercializada.

O experimento mostrado no vídeo não reproduz a forma como a bebida é ingerida e processada pelo organismo. O efeito observado na Coca-Cola levada ao fogo seria muito similar a ferver e queimar qualquer outro alimento. Todo o material orgânico contido no alimento ou bebida seria carbonizado, a queima exalaria fumaça e o material residual seria reduzido a uma borra negra. Neste experimento, se a Coca-Cola fosse substituída por suco ou pedaços de fruta, mel ou iogurte adoçado, o efeito final seria o mesmo.