O compromisso de respeitar os direitos humanos é fundamental para as nossas metas de 2020 e para operarmos uma empresa de sucesso mundial.

Na The Coca-Cola Company, o respeito pelos direitos do ser humano e pelos direitos no ambiente de trabalho está enraizado em nossa cultura e orienta o relacionamento com as engarrafadores  parceiras,  fornecedores, clientes, consumidores, colaboradores e comunidades que atendemos. Nossa Política de Direitos Humanos, juntamente com os Princípios Orientadores do Fornecedor, estabelecem um alicerce para o gerenciamento da The Coca-Cola Company em todo o mundo, em conformidade com o compromisso de respeitar os direitos humanos.

Em 2011, a The Coca-Cola Company endossou formalmente os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, adotados pelo Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas no mesmo ano. Foi feita e continua sendo feita a implementação de todos os três componentes que devem ser postos em prática num contexto corporativo:

  • Uma política de compromisso para atender a responsabilidade de respeitar os direitos humanos;
  • Um processo de diligência devida para identificar, prevenir, mitigar e ser responsável por violações dos direitos humanos; e
  • Processos para permitir remediar qualquer impacto que prejudique os direitos humanos nas causas da empresa ou para as quais ela contribui.

Tal estrutura consiste de critérios indispensáveis às nossas políticas e programas relacionados aos direitos humanos e ao local de trabalho. Temos o objetivo de que nossa empresa, engarrafadoras parceiras e fornecedores evitem causar ou contribuir para a violação dos direitos humanos como resultado de ações empresariais. Além disso, a nossa empresa, as engarrafadoras parceiras e os fornecedores são responsáveis por prevenir ou atenuar quaisquer violações de direitos humanos diretamente ligadas às suas operações, produtos ou serviços através de seus relacionamentos empresariais.

As páginas incluídas dentro da seção sobre direitos humanos e no ambiente de trabalho descrevem como nós trazemos essa estrutura para as operações da companhia, da cadeia de abastecimento e por meio do envolvimento de partes interessadas:

Veja o nosso conteúdo sobre Direitos no Local de Trabalho nos recentes relatórios de sustentabilidade:

Nosso dedicado grupo que aborda as questões de direitos no ambiente de trabalho (GWR, na sigla em inglês) é encarregado de cuidar de questões globais, identificando as ameaças ao cumprimento dos direitos humanos em toda a nossa cadeia de valor e desenvolvendo ferramentas de diligência devida fáceis de usar para nos ajudar a encontrar e diminuir o impacto de possíveis violações de direitos humanos.

Sob a liderança do GWR, nós realizamos uma análise da cadeia de direitos humanos e discutimos a necessidade de se priorizar essas questões, bem como o monitoramento de forma contínua do nosso progresso em relação aos compromissos com o Comitê de Revisão de Questões de Interesse Público e Diversidade do nosso Conselho de Administração.

Em dezembro de 2014, lançamos uma política atualizada de direitos humanos que combina a nossa Declaração de Direitos Humanos de 2007, nossa Política de Direitos no Ambiente de Trabalho de 2007 e nossa Política de Respeito Mútuo Global de 2012. Este documento unificado é guiado pelos preceitos expressos na Declaração Universal dos Direitos Humanos, na Declaração sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, formulada pela Organização Internacional do Trabalho, e no Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). A política também está alinhada com os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, elaborados pela ONU.

Nós também publicamos um conjunto aprimorado de preceitos sobre como abordar questões relacionadas a: terra; HIV e AIDS; gravidez e exames médicos não relacionados ao trabalho; e contratação de trabalhadores migrantes. Estes requisitos foram incorporados às auditorias feitas com os nossos fornecedores.

Além disso, para demonstrar o respeito aos direitos humanos, estamos empenhados em abrir diálogos e canais de colaboração com um número crescente de interessados, com foco na transparência, comunicação ágil e relatórios anuais. Alguns de nossos canais de comunicação incluem:

  • Atualizações regulares neste website;
  • Relatórios anuais de sustentabilidade;
  • Artigos e opiniões publicadas no Journey;
  • Comunicação com os funcionários de toda a empresa e certificação individual do cumprimento de nossos Código de Conduta e Política de Direitos Humanos
  • Comunicação interna e externa em datas importantes, como o Dia dos Direitos Humanos e o Dia Mundial do Combate ao Trabalho Infantil;
  • Treinamento de engarrafadores;
  • Treinamento de fornecedores;
  • Conferências anuais de Direitos Humanos, realizados em nossa sede, com participação do Triângulo Dourado (empresas, inclusive clientes; governos; e sociedade civil);
  • Reuniões semestrais e diálogo permanente com a União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação; e
  • Envolvimento com ONGs e outros em uma variedade de grupos, tais como o Fórum Anual das Nações Unidas sobre Empresas e os Direitos Humanos.