Muhtar Kent: “Quando olhamos para o que melhor funcionou nos últimos 125 anos, não foi nenhuma inovação de produto bombástica, nenhuma nova descoberta de marketing ou um modelo de negócios à prova de balas. O segredo da nossa fórmula secreta sempre foi o poder das nossas relações e parcerias estabelecidas no mundo inteiro”

Acreditamos que o diálogo com o amplo leque de atores externos é fundamental para respeitar os direitos humanos e no ambiente de trabalho no nosso sistema. Nossos relatórios e progressos na área de direitos humanos incluem um compromisso de diálogo contínuo, que nos permite identificar e resolver problemas em potencial de forma proativa e colaborativa. Combinando nossa experiência com a competência, a paixão e o conhecimento dos nossos colaboradores e parceiros, desenvolvemos abordagens sólidas para respeitar os direitos humanos no ambiente de trabalho. Além disso, trabalhando com outras partes interessadas de diversos setores, incluindo privado, público, organizações sem fins lucrativos e trabalhistas, acreditamos ter um impacto maior e mais sustentável do que se trabalhássemos sozinhos. Aqui estão alguns exemplos de nossos compromissos em andamento.

A União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (UITA)

Desde 2005, nos reunimos duas vezes por ano com a União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação (UITA) e suas afiliadas. A UITA é uma federação mundial de sindicatos que representam os trabalhadores em setores que incluem agricultura e plantio, alimentos, bebidas, hotéis, entre outros. Mais de 30% dos funcionários que fazem parte do nosso sistema de negócios são membros de sindicatos afiliados à UITA. As reuniões semestrais, aliadas à uma comunicação constante, sustentam um fórum de discussão que inclui uma variedade de assuntos relacionados às relações de trabalho. Leia nossa declaração conjunta atualizada (PDF).

Conferências dos direitos humanos

Durante os últimos anos, organizamos conferências da indústria envolvendo temas relacionados aos direitos humanos nas nossas instalações em Atlanta, patrocinadas pela Comissão de Comércio Internacional dos EUA, a Organização Internacional de Empregadores (OIE), e a Câmara de Comércio dos Estados Unidos da América do Norte (AmCham). As conferências foram realizadas na nossa sede mundial no complexo de escritórios de Atlanta, com exceção de uma, realizada no Centro de Direitos Humanos e Civis, em Atlanta.

Estas conferências geraram debates sobre questões como trabalho forçado, trabalho infantil, entre outros assuntos relacionados a direitos humanos. Em 2010 e 2011, o professor John Ruggie, antigo representante especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para empresas e direitos humanos, foi o principal orador e, em seus discursos, ressaltou a importância da estrutura: “Proteger, respeitar e remediar”, que tem o objetivo  de respeitar os direitos humanos em um contexto de negócios, além dos Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos.

A conferência de 2015, que reuniu mais de 150 líderes de empresas, do governo e de organizações não governamentais, teve foco nas estratégias para demonstrar respeito pelos direitos humanos no mundo dos negócios. Os quadros da conferência abordaram assuntos-chave, como:

1.    Impactos na cadeia de suprimento: Trabalho forçado e direito fundiário.

2.   Liberdade de associação e negociação coletiva: Relação com direitos humanos.

3.   Devida diligência dos direitos humanos: Como fazer, a importância da transparência, e entendendo as expectativas das partes interessadas.

4.   Remediar os direitos humanos: Um debate sobre responsabilização dos negócios, e quais as soluções eficazes.

Agendas das conferências realizadas pela The Coca-Cola Company para envolver empresas nas questões de direitos humanos:

●      Demonstrando respeito pelos direitos humanos nos negócios (2015)

●      Incorporando o respeito pelos direitos humanos nos negócios (2014) 

●      Abordando questões difíceis: Myanmar, tráfico de pessoas, minerais oriundos de regiões em conflito, cadeias de suprimentos, os princípios orientadores de boas práticas (2013) 

●      Lidando com o tráfico de pessoas no fornecimento de mão-de-obra (2012)

●      Implementando o respeito pelos direitos humanos (2011)

●      Praticando o respeito pelos direitos humanos (2010)

●      Abordando o trabalho infantil (2009)

●       Abordando o trabalho forçado (2008)

Colaboração da marca: AIM Progress

A The Coca-Cola Company é um dos principais membros da AIM-PROGRESS, um fórum de 44 de fornecedores e fabricantes de bens de rápido consumo que trabalham juntos para promover práticas de abastecimento responsáveis. Através de uma iniciativa conjunta de treinamento da AIM-PROGRESS, os membros realizam sessões presenciais e virtuais de formação para fornecedores em todo o mundo. Durante estes eventos, que duram um dia inteiro, líderes das empresas participantes fazem apresentações, por exemplo, sobre por que é importante para os clientes, os interessados e o negócio sustentável que a terceirização seja feita de forma responsável.

Os treinamentos cobrem os quatro pilares principais de fornecimento responsável: direitos humanos e normas trabalhistas; saúde e segurança; adequação ambiental; e integridade nos negócios. As sessões também oferecem um fórum para os fornecedores perguntarem, compartilharem as melhores práticas e aprenderem uns com os outros. Até hoje, as aulas alcançaram aproximadamente 2.500 fornecedores. Nos últimos anos, a The Coca-Cola Company co-organizou eventos em colaboração com outros membros da AIM-PROGRESS em Nova Déli, Dubai, Nairóbi, Joanesburgo, Lagos e Turquia.

As empresas reconhecem auditorias de fornecedores concluídas em nome de outra empresa, através de uma estrutura chamada de reconhecimento mútuo. O reconhecimento das auditorias conduzidas dessa forma reduz o excesso de auditorias, diminui o tempo necessário e os custos por parte dos fornecedores — e muda o foco de auditoria para desempenho.

Todo ano, a AIM-PROGRESS realiza uma avaliação comparativa para acompanhar o progresso entre os membros, identificar tendências e compartilhar as melhores práticas. O sumário executivo está disponível online e descreve atividades de membros, incluindo a realização de mais de 9 mil auditorias em 2014 e o aumento no foco em ações corretivas e preventivas.

Links Relacionados

●      Website da AIM-PROGRESS

●      Reconhecimento mútuo

●      Treinamento Coletivo de Fornecedores