No início do ano passado a The Coca-Cola Company anunciou uma meta ambiciosa: até 2030, irá trabalhar para a destinação correta do equivalente a 100% das embalagens. Mas como tornar possível um mundo sem resíduos? Entre as diversas iniciativas está o aumento da presença de embalagens retornáveis. Hoje, essas garrafas representam 20% do portfólio de refrigerantes da Coca-Cola Brasil e, até 2024, serão 36%.

Com a criação da garrafa universal, a companhia passa a investir também em um modelo ainda mais sustentável. Um único formato para embalagens que podem ser envasadas com vários sabores de refrigerantes. Resultados: aumenta a possibilidade de escolhas e reduz a produção de novas garrafas, emitindo menos carbono. Além disso, as tampas usam menos plástico para a fabricação e os rótulos são de papel.

LEIA TAMBÉM: Coca-Cola Brasil unifica formato de embalagens retornáveis: aposta em eficiência e sustentabilidade

Pode parecer complicado, mas entender o ciclo de vida das retornáveis — que duram até 25 idas e vindas e, ao final da vida útil, são encaminhadas para a reciclagem — pode ser mais simples do que parece. E você, consumidor, também faz parte dessa logística. Quer saber como? Veja a animação acima e viva mais retornável. 

Conteúdo produzido por #Colabora Marcas