James Quincey, CEO e presidente do conselho da The Coca-Cola Company, juntou-se a chefes de organizações como L’Oréal, IKEA Foundation, World Wildlife Federation e World Economic Forum, ao lado da Fundação Ellen MacArthur, em apoio a uma economia circular. Em uma carta publicada na revista Financial Times Weekend, do jornal britânico Financial Times, eles se comprometeram a “reconstruir melhor”, após os desafios da pandemia global do novo coronavírus, de modo a repensarem a gestão de resíduos.

Leia o compromisso completo publicado na revista Financial Times Weekend (em inglês).

O conceito do “build back better” (ou “reconstruir melhor”) se tornou popular após o tsunami de 2004, quando se falou muito que o período após um desastre é o momento ideal para mudanças em uma comunidade. A fase de reconstrução é uma oportunidade única para avanços e melhorias.

Desenvolvimento de um compromisso conjunto

“Enquanto o mundo enfrenta desafios sem precedentes”, afirma o comunicado, “estamos mais comprometidos do que nunca em acelerar a transição para uma economia circular, criando soluções que combinam oportunidade econômica com benefícios para a sociedade e o meio ambiente em geral”.

Os signatários se comprometeram a criar soluções para a eliminação de materiais plásticos que não sejam necessários, inovar em novos modelos de negócios e materiais, e garantir que o plástico utilizado seja reciclável.

A The Coca-Cola Company se une a outras empresas, que emergem da pandemia mundial, no que Quincey chamou de uma “nova realidade” — que exige mudanças na maneira como o trabalho é feito e um futuro que demanda flexibilidade, resiliência e novas ideias.

A economia circular cria oportunidades vitais para o crescimento econômico, a inovação e a criação de empregos, questões que tangenciam desafios globais, como as mudanças climáticas e a poluição.

Construindo um Mundo sem Resíduos

A iniciativa Mundo sem Resíduos, lançada pela The Coca-Cola Company em 2018 em todo o mundo, ilustra como a organização tem contribuído para uma economia circular.

As iniciativas incluem:

Design: Tornar as embalagens 100% recicláveis até 2025 em todo o mundo.

Coleta: Coletar e reciclar uma garrafa ou lata para cada uma vendida até 2030.

Parcerias: Trabalhar ao lado de importantes atores, organizações sem fins lucrativos, comunidades, governos e parceiros do setor para reciclar e reutilizar.

Cada unidades de negócios da companhia tem um plano para atingir essas metas dentro dos países onde atua, com foco em progresso efetivo e na prestação de contas.

Considerando a questão das mudanças climáticas, o Sistema Coca-Cola reduziu sua pegada de carbono da “bebida que chega à sua mão” em 24% desde 2010, e está no caminho certo para alcançar a meta de 25% estabelecida para 2020. Um plano para 2030 com relação ao clima será lançado este ano pela The Coca-Cola Company, com metas adicionais de redução da pegada de carbono, além de novos programas que terão o objetivo de melhorar a resiliência climática em toda a cadeia de suprimentos.