Café, suco, refrigerante, chá, água, shake. Essas e outras bebidas têm algo em comum. O que o Matte Leão tem a ver com Schweppes? Ou qual a conexão entre um suco Del Valle e um saquinho de chá de boldo Leão Fuze? Crystal, Fanta, Guaraná Jesus, Powerade, Ades? Alguma ligação?

“Bingo! É tudo da Coca-Cola!”. Não é exatamente a resposta certa.

Coca-Cola, você sabe, é o refrigerante mais famoso do mundo. Mas quem produz essa e as outras bebidas por aqui? Há uma empresa responsável por isso, é a Coca-Cola Brasil, fundada no país há cerca de 75 anos. Agora a resposta está certa: é Coca-Cola Brasil. Junto com os dez fabricantes, forma o Sistema Coca-Cola Brasil.

Vamos em frente.

Essa empresa não produz só refrigerantes. Também não é um combo Coca-Cola-Fanta-Sprite. A lista completa de bebidas tem mais de 150 produtos em nove grandes grupos: água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos, lácteos, bebidas esportivas e à base de proteína vegetal  — entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria, além de diversas opções de embalagens.

Guaraná Jesus

Divulgação

Primogênita da família e criada em 1886 em Atlanta, nos Estados Unidos, a Coca-Cola sabor original começou a ser produzida no Brasil em 1941, mas a primeira fábrica foi construída aqui em 1942. Em seguida, nos anos 1960, foi a vez da Fanta Laranja, o segundo produto no país. Em 1981, foi lançado o Sprite. E, assim, nos últimos anos, o portfólio continuou a crescer — ou, traduzindo, a Coca-Cola Brasil passou a diversificar ainda mais sua linha de produtos. “Já há algumas décadas, deixamos de ser uma empresa de refrigerantes para ser uma empresa de bebidas, que tem um portfólio amplo, exatamente porque sabemos que as pessoas são diferentes e buscam variadas opções", explica Andrea Mota, diretora de Categorias da Coca-Cola Brasil.

Renato Shiratsu, diretor de Inovação da empresa, diz que a ideia é continuar a expandir essa oferta de produtos: “O novo consumidor brasileiro é exigente, bem informado e procura produtos que agreguem valor à sua vida. Não busca somente questões funcionais, mas também hidratação, energia, refrescância. Procuramos compreender cada um desses momentos e encontrar a solução ideal para entregar o que ele quer com a máxima qualidade”.

No segmento de refrigerantes, as tradicionais marcas Coca-Cola, Sprite e Fanta passaram por inovações, nas receitas, especialmente para reduzir a quantidade de açúcar, ou nas embalagens, e a família ainda ganhou um novo integrante: o Fanta Guaraná, com certificação da origem 100% Amazonas. Com esse lançamento, a Coca-Cola Brasil já tem oito refrigerantes com o sabor do fruto da Amazônia — seis deles regionais, como os guaranás Charrua, no Sul do Brasil; Tuchaua, no Norte; e Jesus, no Nordeste. “Essas marcas regionais são amadas pelos consumidores. O Guaraná Jesus é realmente um fenômeno e começou a se expandir nacionalmente”, ressalta Andrea. Hoje, a bebida cor-de-rosa também é distribuída em Minas Gerais, São Paulo e Paraná nas versões tradicional e zero.

Ainda no grupo dos gaseificados, a Schweppes, vendida em mais de cem países, é considerada o primeiro refrigerante do mundo. Foi criada em 1783 por um joalheiro alemão, alquimista por hobby. Aliás, curiosidades não faltam sobre essa marca, que acaba de ter sua receita reformulada para reduzir a quantidade de açúcar no produto.

Natural Whey Shake

Divulgação

Em 2017, ainda mais inovação

Este ano, Crystal e Verde Campo também ampliaram sua plataforma de produtos. Sem adição de açúcar, adoçantes ou conservantes, a Crystal Sparkling é uma bebida feita apenas com dois ingredientes — água gaseificada e aromas naturais, nos sabores limão e camomila, e tangerina e capim limão. Já o Natural Whey Shake Verde Campo é produzido com leite fresco e altamente proteico. Este é o primeiro produto da marca mineira que pode ser conservado em temperatura ambiente. E tem mais integrante novo na família: em março, a chegada de AdeS marcou a entrada da companhia no mercado de bebidas à base de proteína vegetal.

Quando assunto é fruta na caixinha, a Del Valle entra em cena. São mais de 25 variações de produtos entre sucos, néctares e refrescos. Em outubro, a marca lançou o Del Valle Nutri, que promete ser um aliado dos pais na nutrição dos filhos. A nova linha de bebida de frutas possui zinco e vitaminas A e C, que ajudam no funcionamento do sistema imunológico. Ainda entre as novidades recentes, estão as novas embalagens de Del Valle 100% Suco (Uva, Laranja e Maçã) e Laranja Caseira em garrafas PET de 300 ml. Aliás, você sabia que os gominhos da Laranja Caseira Del Valle são de verdade e passam por testes? Entenda aqui.

Café Leão

Divulação

Mas o Sistema Coca-Cola Brasil tem ainda uma vasta linha nacional de produtos sem gás, chás e outras bebidas. Os chás da marca Leão, com mais de um século de tradição, são vendidos em duas versões: linha líquida, que são os produtos prontos para beber; e seca, para quem prefere preparar a bebida do seu jeito. No ano passado, a grande novidade foi o lançamento de Café Leão, produto com grãos 100% arábica, cultivados, torrados e embalados no Brasil. “Conforme o portfólio cresce, a complexidade do trabalho só aumenta, mas a gente acha que vale a pena para atender melhor as pessoas”, destaca a diretora de Categorias Andrea Mota.

A variedade de marcas e produtos é acompanhada por uma característica fundamental comum a todos e sintetizada por Andrea: qualidade. “A preocupação em usar os melhores ingredientes e processos, em fazer tudo absolutamente de acordo com os requisitos legais e regulatórios. E também tudo o que está por trás: a estrutura, pessoas comprometidas, a nossa capacidade de distribuir por todo o país e fazer chegar ao consumidor. Além disso, a inovação também une esses produtos. Estamos sempre querendo trazer o que tem de mais novo para todas as marcas”, ela conclui.

Texto produzido por Ecoverde Conteúdo Jornalístico