Até bem pouco tempo atrás, elas não faziam parte do cotidiano de tanta gente. Hoje, estão no café da manhã, no lanche e até na ceia. Sim, bebidas vegetais à base de coco, amêndoas ou outros frutos e grãos entraram, com força, para o cardápio do brasileiro. E não só daqueles com intolerância à lactose: quem procura uma dieta equilibrada, quer alimentos isentos de colesterol ou deseja reduzir o consumo de produtos de origem animal já adotou essa tendência.

De onde surgem as inovações das bebidas AdeS?

“A busca por produtos com ingredientes naturais é um fenômeno mundial, o consumidor de hoje quer produtos percebidos como mais saudáveis e essa percepção se volta para os ingredientes ditos naturais”, destaca a gerente de assuntos científicos e regulatórios e nutricionista Michele Carmona. “As bebidas vegetais”, ela destaca, “vêm preencher a necessidade desse novo consumidor e podem ser apreciadas em todos os momentos do dia”.

N
as gôndolas

No passado, quem desejava bebidas à base de coco ou amêndoas precisava fazê-las artesanalmente ou procurá-las em lojas especializadas. Hoje, esses produtos estão cada vez mais acessíveis ao consumidor. Entre as opções, estão os recém-lançados AdeS amêndoas, AdeS amêndoas sabor baunilha e AdeS coco.

“Temos a ambição de democratizar o acesso às bebidas vegetais no país”, explica Pedro Massa, diretor de Novos Negócios da Coca-Cola Brasil, que, há um ano, adquiriu a Ades. ”Nossas pesquisas mostram que existe um crescimento cada vez maior na demanda por alimentos mais equilibrados sob o ponto de vista nutricional. O consumo de bebidas vegetais está no centro dessa mudança”, completa Massa.

Cálcio e vitaminas

E não é por acaso. Segundo Michele, as versões de Ades Amêndoas e Ades Coco são naturalmente sem lactose e, por serem bebidas vegetais, são isentas de colesterol, com baixo teor de gorduras totais, ricos em vitaminas D (que facilita a absorção de cálcio no organismo e previne doenças como obesidade e diabetes) e B12 (que ajuda a manter o metabolismo do sistema nervoso e as células vermelhas do sangue saudáveis). São  ainda fontes de zinco (que auxilia no funcionamento do sistema imunológico e é um poderoso antioxidante) e das vitaminas A (que atua no combate aos radicais livres), E (que auxilia na proteção das células e do DNA contra lesões causadas por radicais livres) e B6 (que contribui para redução de risco de doenças cardíacas e auxilia no metabolismo de proteínas e gorduras).

Ricas também em cálcio, as bebidas à base de amêndoas e coco são opções também para crianças e idosos. “Esses públicos possuem necessidades específicas, sendo o cálcio uma delas”, diz a nutricionista.

Outra novidade na área de bebidas vegetais é a nova receita do AdeS soja, que ganhou mais extrato de soja, o que representou maior quantidade de proteínas. Agora, um copo de AdeS soja  se assemelha ao perfil nutricional de um copo de leite de vaca. Por não conter nenhum ingrediente de origem animal, a bebida — que também é fonte de ácido fólico, importante para a saúde cardiovascular e do sistema nervoso — é uma opção para dietas veganas.


Qualidade desde o campo

Todos os ingredientes usados na linha AdeS passam por rigoroso controle de qualidade. “Para a produção da bebida de soja, por exemplo, trabalhamos com agricultores parceiros, em plantações exclusivas, que seguem um código de agricultura sustentável”, afirma Michele.

A soja utilizada no produto possui as certificações GMO Free, uma garantia de que o grão não foi geneticamente modificado, e RTRS, para a soja originária de processos ambientalmente corretos, socialmente adequados e justos, e economicamente viáveis.

Texto produzido por Colabora Marcas

Vídeo: Leo Dresch (filmagem e edição) e Marina Cohen (reportagem)