Ao abrir a geladeira de casa, quantas embalagens diferentes são possíveis de encontrar? Dá para apostar que são muitas! E cada uma delas foi criada e desenvolvida com muito cuidado e vários objetivos, entre eles: conservar o produto, ser prática para o consumidor, oferecer a porção ideal para cada momento, não permitir que o que está dentro perca seu sabor e ainda gerar o menor impacto possível para o meio ambiente.

É por isso que a Coca-Cola Brasil investe esforços e tecnologia de ponta para criar embalagens inovadoras para seus mais de 150 produtos. Afinal, esses recipientes fazem parte do nosso dia a dia. Lata, garrafa de PET, vidro, sachê, Tetra Pak? Sim, o recipiente importa, e vamos explicar o porquê!

Há 75 anos, em 1942, o mercado brasileiro recebia as primeiras unidades do refrigerante Coca-Cola, distribuídas em garrafinhas de vidro de 185ml. Desde então, muita água rolou. A lata deu as caras em 1981, e em 1990 passou a ser feita por alumínio 100% reciclável. No mesmo ano, chegava a garrafa plástica retornável de 1,5L, para aplacar a sede de toda família. Pouco a pouco, com muita pesquisa, as embalagens se tornaram cada vez mais personalizadas e sustentáveis. Nos dias de hoje, a Coca-Cola Brasil apresenta tecnologias que vão do PET ao Tetra Pak, passando pelas latinhas de vários tamanhos.

Uma das novidades está no carro-chefe da companhia: a Coca-Cola. Uma das bebidas favoritas dos brasileiros, que já foi apresentada em diversas formas ao longo do tempo, agora pode ser pedida na latinha em versão diminuta: 220ml, nos sabores original e zero açúcar. É para quem quer reduzir o consumo de calorias mas não abre mão de sentir o prazer de sempre. Quem quer saborear mais um pouco da bebida pode optar pelas latas de 310ml, pelas garrafas de PET de 600ml ou até de 3L, para compartilhar com amigos e família. Pura questão de escolha.


Fanta em RefPET: inovação com memória afetiva

Nos últimos quatro anos, a Coca-Cola Brasil vem investindo nas embalagens retornáveis. Sejam as tradicionais garrafas de vidro (de 200ml, 290ml e de 1L), sejam as mais recentes PET retornáveis, também conhecidas como RefPET. A Fanta Laranja de 2L já está no mercado embalada no PET retornável. A novidade reforça o compromisso da companhia em resgatar um antigo hábito dos brasileiros: levar a garrafa vazia aos pontos de venda para comprar apenas o líquido.

“Conseguimos oferecer a mesma bebida, com a mesma qualidade, por um preço mais acessível. As embalagens retornáveis são 30% mais baratas do que as descartáveis tradicionais”, pontua Camila Duarte, gerente de embalagens da Coca-Cola Brasil.

A executiva destaca a importância da tecnologia RefPET para o ambiente, mesmo com os desafios impostos pela logística reversa — quando a garrafa volta das mãos do consumidor para o fabricante: “Do nosso portfólio, a garrafa de RefPET é a que tem o menor índice de emissão de carbono, mesmo considerando sua logística reversa. Outro grande benefício das embalagens retornáveis é o controle sobre sua destinação após os ciclos de uso, já que todas voltam para as nossas fábricas, garantindo o fechamento do ciclo”.


Del Valle 100% em garrafinhas de PET

O Del Valle 100% Suco e o Laranja Caseira também estão com uma nova cara nas prateleiras. Nas porções individuais, as caixinhas em Tetra Pak deram o lugar às garrafas de PET. O volume aumenta de 250ml para 300ml, e, com a nova apresentação, a bebida (que existe nos sabores uva, laranja e maçã) pode ser degustada de maneira conveniente para o corre-corre diário. Com uma cara moderna e natural. Mas há Sucos 100% ainda disponíveis em embalagens de Tetra Pak de 1L.

Mas a mudança não é apenas sobre o visual. Com a tecnologia hot fill, o recipiente de PET é enchido em temperaturas de até 95ºC. Imediatamente tampados e inclinados, são esterilizados por dentro pelo próprio líquido quente. Por último, são resfriados para que as propriedades da bebida não sejam afetadas pelo calor.


Para carregar na mochila

Outra recente inovação em termos de embalagem vem da Verde Campo — empresa que foi incorporada pela Coca-Cola Brasil em 2016. O Natural Whey Shake acaba de chegar ao mercado, e vem na esteira do Iogurte Natural Whey. Como seu antecessor, é natural, produzido com leite fresco, e tem alto teor de proteínas. Mas diferentemente do iogurte, que é refrigerado, o shake pode ser degustado em temperatura ambiente. A embalagem Tetra Pak de 250ml conserva o produto adequadamente dentro da mochila.

Desde 2014, a Tetra Pak e a Coca-Cola investem numa tecnologia sustentável. As camadas de polietileno passaram a ser feitas com cana-de-açúcar em vez de petróleo. Foi um importante passo no sentido de substituir fontes não-renováveis. Além disso, a emissão de gases de efeito estufa durante a fabricação desse material foi reduzida em 22%. Quase 100% das embalagens de produtos da Coca-Cola Brasil feitas pela Tetra Pak possuem essa tecnologia.

Opções não faltam! É só escolher a que melhor casa com o momento.

Texto produzido por Ecoverde Conteúdo Jornalístico