Em 1982, a Coca-Cola Brasil fez história ao lançar no país a Diet Coke, primeira versão da bebida sem açúcar. Em 2007, os sucos Del Valle e o Matte Leão entraram para o portfólio da companhia, que, hoje, vai muito além de uma marca de refrigerante: de água Crystal ao Café Leão, passando por chás, sucos, isotônicos, bebidas lácteas e à base de proteína vegetal, a Coca-Cola Brasil oferece hoje mais de 150 produtos. Este ano, por exemplo, chegou ao mercado o Natural Whey Shake, a bebida zero lactose e sem açúcar que vem numa embalagem que nem precisa de refrigeração.

Esses são apenas alguns exemplos de como a Coca-Cola Brasil segue inovando: com novas categorias de produtos, receitas e embalagens. Tudo para acompanhar as vontades do brasileiro, as mudanças de hábitos da sociedade e os avanços tecnológicos.

Mais de 150 produtos

Quando se ouve falar em Coca-Cola Brasil, a primeira bebida que vem à cabeça provavelmente é o refrigerante mais conhecido do mundo. Mas hoje a companhia oferece mais de 150 rótulos, que vão do café ao chá e ao mate. “Tudo começou com o refrigerante 131 anos atrás, e obviamente, de lá para cá, expandimos muito nosso portfólio”, comenta Andrea Mota, diretora de Categorias na companhia. “A razão dessa expansão começa sempre no consumidor. Nunca deixamos de estar atentos ao que ele quer”.

Pesquisa de ponta

É no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (R&D, na sigla em inglês) da Cidade do México que boa parte da inovação da companhia para a América Latina nasce. Ali cientistas e engenheiros desenvolvem desde receitas com menos açúcar a materiais mais sustentáveis para as embalagens.

E fora dali vários profissionais estão de olho nas tendências da sociedade para saber por onde seguir inovando. Um exemplo foi que o maior acesso à informação e aos bens de consumo mudou o comportamento do consumidor brasileiro nas últimas décadas, como explica Egon Barbosa, diretor de Negócios Emergentes: “O consumidor quer cada vez mais opções de bebidas e busca funcionalidade; ele quer, por exemplo, uma bebida que dê energia, ou que tenha fibras, vitaminas e minerais, e por aí vai. Por isso passamos para esse conceito de multicategorias, oferecendo diversos tipos de bebidas, de acordo com cada demanda do consumidor”.

Conheça a seguir um pouco mais desses produtos inovadores, que já se tornaram a cara da Coca-Cola no Brasil.

Café Leão

A marca Leão entrou para o portfólio da Coca-Cola Brasil em 2007 com os famosos mates e chás. E ano passado mais um produto foi lançado com esse selo de qualidade: o Café Leão, produzido a partir de grãos 100% arábica, cultivados por pequenos e médios agricultores e,  antes, majoritariamente destinados à exportação.

“Os grãos de altíssima qualidade ainda são pouco conhecidos dos brasileiros. A ideia, então, foi buscar democratizar o acesso a esse café e levá-lo para mais casas do país”, conta Egon Barbosa.

Crystal Sparkling

Pronta para chegar às prateleiras, a Crystal Sparkling – que contém apenas dois ingredientes: água gasosa e aromas naturais – foi inspirada num hábito já arraigado do brasileiro que é o de dar sabor à bebida. Nada de adoçantes artificiais, aromatizantes, corantes ou conservantes. Apenas um leve aroma natural para tornar o ato de se hidratar mais prazeroso.

“Muita gente já adiciona raspas de laranja, canela, gotas de limão. Às vezes você vai a um restaurante e pede a água com um pouco de limão no copo. Então este é um hábito que a gente, olhando consumidor, viu que já está introjetado”, explica Andrea.

Natural Whey Shake

Mais uma vez seguindo o pedido do consumidor por produtos inovadores, foi lançado este ano o Natural Whey Shake, produto funcional com 14 gramas de proteína, à base de leite fresco e adoçado com stevia. Zero lactose, zero açúcar e zero gordura. E mais: vem em embalagens Tetrapak de 250ml cuja tecnologia dispensa refrigeração – uma mãozinha para quem quer consumi-la no calor da atividade física ou na correria do dia a dia.

O produto é da marca Verde Campo, adquirida pela Coca-Cola Brasil em 2016 porque tinha todas as características que a companhia valoriza. “O processo fabril de alta qualidade, segurança alimentar, confiança, espaço para crescer, um DNA de inovação e, é claro, delicioso sabor”, lista Egon Barbosa. “É pioneira em produtos sem lactose no país”.

Del Valle 100% Suco e Del Valle Nutri

A marca Del Valle, que também faz parte do portfólio da companhia, oferece uma ampla linha de bebidas com frutas que vem passando por constantes reformulações. As principais inovações são: trazer opções com cada vez menos açúcar e com mais fibras, vitaminas e minerais.

“Foi algo gradual”, explica Andrea. “Fizemos uma primeira redução de açúcar em 2015 e, hoje, temos uma linha de produtos que não contém açúcar algum, só o da própria fruta”. Essa linha é a Del Valle 100% Suco, lançada em 2015 com os sabores laranja e uva e que, em 2016, ganhou um novo integrante: o Del Valle 100% Suco de Maçã. Além de não ter adição de outros açúcares além do natural, o produto é rico em fibras e vitaminas, tem alto valor nutricional e não traz conservantes ou corantes na composição.

a linha Valle Nutri — que vem em embalagens de 200 ml e nos sabores uva, pêssego, manga, caju e maracujá — tem adição de vitaminas C e A, além do mineral zinco. É um produto que une diversão e nutrição, e pode ajudar os pais a protegerem os organismos de seus filhos. Não há corantes ou aromatizantes artificiais, apenas os naturais.

De olho no futuro

Para Egon, “inovação não é só o que é diferente, é o que é diferente e gera impacto”. Com isso em mente que a Coca-Cola Brasil busca evoluir seu portfólio, com um olho nas receitas e outro na procedência de seus ingredientes.

“O consumidor quer um sabor delicioso, mas está cada vez mais preocupado com bem-estar, com a forma como o produto é produzido e seu impacto na cadeia de valores. Então nossas bebidas e nosso portfólio vão continuar evoluindo nessa direção. Sem nunca esquecermos que é o desejo do consumidor que nos guia”, destaca Andrea Mota.

Texto produzido por Ecoverde Conteúdo Jornalístico