Na semana do 8º Fórum Mundial da Água, o primeiro realizado no Brasil, o Coca-Cola Journey Brasil conversou com Beatriz Perez, diretora de Relações Públicas, Comunicação e Sustentabilidade da The Coca-Cola Company, sobre um dos temas mais urgentes para a humanidade.

Apesar de viver e trabalhar em Atlanta, nos Estados Unidos, Beatriz, ou Bea, como prefere ser chamada, acompanha de perto projetos de preservação de mananciais e de acesso à água para comunidade sem abastecimento, em todo mundo.

“Para além de todos os números e progressos, os verdadeiros benefícios desses programas estão nas pessoas e no meio ambiente. Eu vi, pessoalmente, a diferença que esse trabalho faz”, comenta Bea, ao citar iniciativas que visitou na China e Índia. “Espero que o Fórum Mundial da Água chame atenção para o fato de que podemos fazer mais quando trabalhamos juntos”, torce a executiva.

Leia mais: Coca-Cola Brasil assina compromisso pela segurança hídrica

Esta semana, tivemos o 8º Fórum Mundial da Água, o primeiro realizado no Brasil, onde governos, empresas e especialistas debateram sobre como preservar o mais valioso recurso da Terra. Que mensagem você gostaria que ficasse após o Fórum?

Para além de todos os números e progressos, os verdadeiros benefícios desses programas estão nas pessoas e no meio ambiente. Eu vi, pessoalmente, a diferença que esse trabalho faz. Na China, por exemplo, vi a felicidade que alunos e professores sentiram quando concluímos um sistema seguro de acesso à água para o campus.

Eu ouvi mulheres e agricultores da Índia contarem como seus meios de subsistência melhoraram desde os primeiros sistemas de coleta de água de chuva. E aprendi como todos os membros de uma comunidade se fortalecem quando suas necessidades básicas são atendidas.

Espero que o Fórum Mundial da Água chame atenção para o fato de que podemos fazer mais quando trabalhamos juntos. Como podemos avançar para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas? E para identificar maneiras novas de abordar os desafios da água? E como trabalharmos juntos para nos protegermos contra os impactos das mudanças climáticas que continuam a afetar o mundo e os recursos que compartilhamos?

Por que a The Coca-Cola Company está preocupada com as questões que envolvem a água?

A água é essencial. É fundamental para a humanidade e para os ecossistemas, indispensável para a prosperidade econômica e vital para nossos negócios. Na The Coca-Cola Company, a água é o principal ingrediente em quase todas as nossas bebidas, central para o nosso processo de fabricação e necessária para o cultivo dos produtos agrícolas que utilizamos.

Temos um interesse especial em proteger as fontes de água que abastecem as comunidades onde estão nossas fábricas engarrafadoras, porque esses moradores também são nossa base de consumidores — vendemos nossos produtos onde os fabricamos. Se essas comunidades permanecerem fortes, nossos negócios permanecerão fortes. Assim, além dos imperativos ecológicos e éticos que impulsionam nossos esforços, também temos um interesse comercial em ajudar a preservar e melhorar as fontes locais de água.

Quando falamos nos desafios com relação a água, é muito comum pensarmos em governos e ONGs. Mas como as empresas podem contribuir para a solução desses desafios?

É importante que as empresas compreendam o uso que fazem da água, de onde vem a água que utilizam e quais riscos existem entre o uso e o recurso disponível.

Acredito que as empresas devem, inicialmente, concentrarem-se no uso da água em suas operações diretas. Primeiro medindo o uso da água, trabalhando para uma melhor eficiência e garantindo que o descarte de águas residuais e águas pluviais não afete negativamente o meio ambiente. Uma vez que tiverem essa base, as empresas devem olhar para fora de suas instalações, para as bacias hidrográficas que compartilham com as populações: da forma como a água é usada na sua cadeia produtiva até como os bens e serviços que fornecem são usados por outros. Todas as partes desta cadeia de valor utilizam água e provavelmente enfrentam desafios.

Nosso programa de reabastecimento, por exemplo, está ligado ao volume de vendas de produtos finais; este é o nosso consumo de água essencial. A água que não está dentro do produto é devidamente tratada e devolvida ao ambiente localmente.

‘Para além de todos os números e progressos, os verdadeiros benefícios desses programas estão nas pessoas e no meio ambiente. Eu vi, pessoalmente, a diferença que esse trabalho faz’

A The Coca-Cola Company tem metas claras para conservação e acesso a água?

Sim. Nosso programa de gerenciamento de água foca em respeitar a água como um recurso compartilhado. Por isso, nossos objetivos são agressivos e centrados em torno da eficiência (menos uso de água por litro de produto produzido), do gerenciamento de riscos, tratamento e reutilização de águas residuais e devolução ao ambiente e às comunidades de toda água que usamos. Em 2015, tornamo-nos a primeira empresa, entre as citadas pela revista “Fortune” como uma das 500 maiores empresas do mundo, a retornar ao ambiente a mesma quantidade de água que usamos.

Como a agricultura é responsável por 70% da utilização de água no mundo, também nos comprometemos a fornecer ingredientes agrícolas que são essenciais para nossos produtos de forma sustentável.

A The Coca-Cola Company está em milhares de comunidades no mundo. Como a empresa pode usar essa presença para colaborar com as próprias comunidades na questão da água?

Nossos programas têm várias formas: de acesso à água potável e educação até a defesa de políticas públicas. A única constante é a criação de parcerias. Nenhum setor consegue fazer a diferença sozinho. Colaboramos com parceiros nos governos, sociedade civil e no setor privado. Assim, conseguimos impactos positivos com nossos programas — que envolvem mais de 400 parceiros em comunidades de todo o mundo.

Alguns de nossos maiores colaboradores são a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e os nossos engarrafadores. Juntos, em 2005, formamos a Water and Development Alliance (WADA) para proteger bacias hidrográficas, aumentar o acesso à água e aos saneamento e fazer melhorias no uso da água para produção em 30 países da África, Ásia, América Latina e Oriente Médio.

Desde a sua criação, houve um investimento combinado de mais de US$ 30 milhões, o que ajudou a WADA a melhorar o acesso à água para mais de 600 mil pessoas; saneamento para mais de 250 mil pessoas; e a gestão de mais de 440 mil hectares de terra. Por exemplo, em Tarija, na Bolívia, a WADA apoiou o fórum local PROAGUA, a fim de melhorar a gestão de recursos hídricos em uma bacia que atende a mais de 150 mil pessoas.

A The Coca-Cola Company faz muitas parcerias com projetos de conservação e acesso a água no mundo, mas e na América Latina? Quais são alguns projetos e parcerias de destaque?

Nosso trabalho é projetado para garantir a utilização mais eficiente da água e que as comunidades tenham acesso ao recurso. Na América Latina, por exemplo, há o programa Agua por el Futuro, em parceria com organizações locais, como o The Nature Conservancy e o Latin American Water Funds Partnership. Entregamos bilhões de litros de água à natureza em toda a região por meio da proteção de bacias hidrográficas, conservação ambiental e reflorestamento.

O gerenciamento responsável de água dentro e fora de nossas fábricas é uma prioridade para a The Coca-Cola Company e é fundamental para nossos esforços na área de sustentabilidade. No Brasil e no México, nossas fábricas aumentaram a eficiência em cerca de 30% nos últimos dez anos. Na América Central e nos Andes, aumentamos a eficiência do uso da água em 55%. Isso contribui para a nossa meta global de redução de utilização da água por litro de produto produzido em quase 30% nos últimos dez anos.

Também restauramos sistemas para garantir o acesso a água para mais de 100 mil pessoas na região. Os projetos incluem coleta de água de chuva, unidades de purificação e tratamento, e treinamento e recursos para comunidades. Um dos nossos programas mais importantes que apoiam este trabalho é o Lazos de Agua.

Quando damos um passo fora de nossas operações diretas para nos envolvermos com os desafios de água, entramos em um ambiente comum para protegermos um recurso compartilhado por todos. A água é o maior bem comum e, em qualquer lugar do mundo, seus usuários compartilham seus mecanismos de abastecimento e têm uma responsabilidade compartilhada por sua administração. Por isso, nos associamos a organizações como The Nature Conservancy, Catholic Relief Services e World Wildlife Fund, bem como com agências governamentais, para garantir o máximo impacto e sustentabilidade.

Texto produzido por Colabora Marcas