A Coca-Cola Brasil está lançando o programa Crescendo Juntos Microempreendedor, com um conjunto de ações e parcerias para oferecer capacitação, prêmios, soluções e parcerias de digitalização e microcrédito para quem atua de forma individual, como ambulantes, dogueiros, donos de carrinhos de lanches e microestabelecimentos comunitários. 

A expectativa é impactar, na primeira fase, até 110 mil microempreendedores que atuam no ramo de alimentação nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. Para isso, a Coca-Cola Brasil e seus fabricantes Femsa e Solar firmaram parceria com a rede Atacadão e organizações de apoio, como Sebrae, Aliança Empreendedora e Avante Microcrédito, assim como com associações de microempreendedores, como a Associação Nacional das Baianas do Acarajé (ABAM) e a Associação de Comida e Bebida de Rua do Estado de São Paulo (ACOR-SP).
 
“Este é um momento sem precedentes. Enquanto muitas empresas fecharam as portas, houve um crescimento expressivo no número de MEIs, o que mostra que muitas pessoas tomaram uma decisão importante de trabalhar por conta própria. Queremos ajudar esse público que integra ou está em torno de nossa cadeia. Eles não estão nessa jornada sozinhos. E não se trata de uma ação pontual, mas de um novo programa para fortalecer o diálogo, o relacionamento e a parceria com micro e pequenos empreendedores”, diz Pedro Massa, vice presidente de operações da Coca-Cola Brasil.  

Por meio da parceria com o Sebrae Nacional e a Aliança Empreendedora, o aplicativo Crescendo Juntos Microempreendedor terá conteúdos de gestão e histórias inspiradoras de empreendedorismo, abordando temas como vendas, formalização, protocolos de segurança, digitalização e acesso a crédito, além de um calendário exclusivo de lives, webinars, assessorias e atividades de capacitação disponíveis nos três estados.  

Ao escolher comprar produtos do portfólio de Coca-Cola em 94 lojas da rede Atacadão de São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro, os microempreendedores juntarão pontos que podem ser trocados por produtos e equipamentos que contribuam para seus negócios, como mesas, cadeiras, embalagens térmicas, guarda-sóis e computadores, entre outros. A lista de lojas participantes está disponível no aplicativo e no site (clique para acessar).
 
Além das atividades de apoio e do programa de pontuação, os participantes poderão ainda acessar um conjunto de soluções e parcerias relacionadas à digitalização de seus negócios e ao acesso a microcrédito.  

Para ampliar suas as vendas, os microempreendedores poderão criar suas lojas online de forma simples e 100% gratuita através da plataforma WabiShop. Já para o acesso a crédito, o Crescendo Juntos Microempreendedor estabeleceu uma parceria de divulgação com a Avante Microcrédito, uma fintetch de impacto social conhecida por ter processos de análise e concessão de crédito realizadas de forma 100% online para micro e pequenos empreendedores.

Diante da pandemia, a Coca-Cola Brasil tem atuado nacionalmente por meio de uma série de atividades de parceria e apoio ao pequeno varejo, como a parceria com a Caixa Econômica Federal para ampliar o acesso a crédito para 200 mil pequenos negócios, ou a participação no Movimento Nós, ação inédita da Coca-Cola Brasil junto com Ambev, Aurora Alimentos, BRF, Grupo Heineken, Mondelez International, Nestlé e PepsiCo. O investimento foi de mais de R$ 370 milhões e beneficia cerca de 300 mil pequenos comércios no país.  

Sobre a Coca-Cola Brasil:

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em nove segmentos — refrigerantes, sucos, lácteos, bebidas vegetais, água, águas especiais, água de coco, bebidas esportivas e chás — com uma linha de mais de 200 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. Composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil, mais Verde Campo e a parceria com Leão Alimentos e Bebidas, o Sistema emprega diretamente 57,1 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. A empresa aposta em inovação para ampliar seu portfólio e atingir o objetivo de ajudar a coletar e reciclar o equivalente a 100% de suas embalagens até 2030. A Coca-Cola Brasil trabalha para oferecer cada vez mais opções com menos açúcar adicionado e no incentivo a iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua.

Mais informações:

Textual Comunicação -   Maura Peres 
mauraperes@textual.com.br / imprensacoca-cola@textual.com.br