Com a iniciativa, no primeiro ano, 400 milhões de embalagens deixarão de ser produzidas com plástico virgem, fortalecendo a economia circular

A Coca-Cola Brasil lança a primeira garrafa de água mineral feita 100% com PET reciclado do mercado brasileiro. Para produzir as novas garrafas, a marca Crystal deixará de utilizar oito mil toneladas de plástico virgem, que seriam consumidas na produção de 400 milhões de embalagens de Crystal. A Coca-Cola Femsa, engarrafador responsável por 50% do território nacional, dá o pontapé inicial na migração na primeira quinzena de outubro. A mudança nos demais fabricantes do Sistema Coca-Cola Brasil acontece em 2021.

Leia também: Crystal lança primeira garrafa de água mineral produzida apenas com PET reciclado no Brasil

“Mais do que uma mudança de embalagem, a nova Crystal reflete a transformação da empresa e da nossa forma de fazer negócio. Queremos oferecer marcas que os consumidores reconhecem e confiam, cada vez mais inovadoras e sustentáveis, atreladas aos compromissos de longo prazo da Coca-Cola Brasil. Buscamos criar soluções que combinam oportunidades econômicas com benefícios para a sociedade e o meio ambiente. É hora de intensificar, fazer mais e não retroceder”, afirma Pedro Rios, vice-presidente de Novas Bebidas da Coca-Cola Brasil.  

A marca Crystal, agora com nova identidade visual, busca ajudar na construção de práticas sustentáveis de consumo, começando por seu novo posicionamento: entregar água sem deixar resíduos.  

“A nova linguagem de Crystal parte de um compromisso com a simplicidade, onde dois elementos ganham protagonismo absoluto: água e ponto. Significa uma grande mudança e aponta para um novo futuro no consumo de água, um futuro sem resíduos”, afirma Poliana Sousa, vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil. 

Líder nacional no mercado de água mineral, com a maior distribuição no país, a marca Crystal foi pioneira em inovações como o uso de resina plástica de fonte renovável e a redução do peso das embalagens. Como já acontece com a Crystal Eco, a nova garrafa 100% reciclada continua sendo facilmente torcida, reduzindo o volume para a coleta e otimizando o processo de reciclagem da garrafa.  

‘A nova linguagem de Crystal parte de um compromisso com a simplicidade, onde dois elementos ganham protagonismo absoluto: água e ponto’ – Poliana Sousa, vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil. 

A iniciativa fortalece a Economia Circular ao substituir o uso de resina plástica virgem por reciclada e reduzir o peso das embalagens, alcançando assim uma diminuição das emissões de CO2 associadas ao processo. Além da nova embalagem e identidade visual, todas as peças de comunicação nos pontos de venda passam também a ser confeccionadas com materiais 100% recicláveis, usando material reciclado e reutilizando sempre que possível, além de destiná-los para reciclagem após o uso.   

A estratégia tem papel de destaque no compromisso mundial da Coca-Cola Company de, até 2030, coletar e reciclar o equivalente a 100% das embalagens de todos os seus produtos. Seguindo a lógica da Economia Circular, a empresa concentra esforços em ter todas as suas embalagens 100% recicláveis, eliminando o que é desnecessário, reduzindo o uso de matérias-primas virgens e ampliando a oferta de embalagens retornáveis. A Coca-Cola Brasil chegará até ao fim de 2020 com o investimento de R$ 1,6 bilhão nos últimos cinco anos para acelerar essa agenda.  

Sobre a Coca-Cola Brasil 

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em nove segmentos — refrigerantes, sucos, lácteos, bebidas vegetais, água, águas especiais, água de coco, bebidas esportivas e chás — com uma linha de mais de 260 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. Composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil, mais Verde Campo e a parceria com Leão Alimentos e Bebidas, o Sistema emprega diretamente 57,2 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. A empresa aposta em inovação para ampliar seu portfólio e atingir o objetivo de ajudar a coletar e reciclar o equivalente a 100% de suas embalagens até 2030.  A Coca-Cola Brasil trabalha para oferecer cada vez mais opções com menos açúcar adicionado e no incentivo a iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua.